Carreira: Perseguir o sonho ou viver na realidade?

dt131012

Este tópico está na minha pipeline há quase um ano. Por algum motivo, sempre que começo a escrever este artigo, acabo por começar um novo sobre outro tema qualquer. Acho que o que me faz adiar a escrita deste artigo é o peso da responsabilidade. Todos temos sonhos por alcançar e cada pessoa tem o seu próprio percurso. Nem todos enfrentamos os mesmos obstáculos e há quem tenha mais vantagens simplesmente pelo meio onde nasceu.

Sem desvalorizar a experiência pessoal de ninguém, finalmente vou assumir uma posição.

Decidir entre fazer aquilo que gostamos ou algo que dê dinheiro é um dilema que quase todos os jovens encontram – geralmente quando saímos da faculdade e damos de caras com um mercado de trabalho saturado.

Entre aqueles que conseguem emprego, a maioria dos jovens acaba conformada num trabalho que não detesta mas que também não gosta particularmente.

Isto ou porque não sabem o que gostariam realmente de fazer e deixam-se estar confortáveis, ou porque acham que é impossível fazer o que realmente gostavam.

Será mesmo?
Continua a ler

Procurar Emprego no Dubai – Parte 2

Nesta segunda parte vais encontrar conselhos e links úteis para procurar emprego, incluindo aquelas coisas que nunca te dizem e que certamente não verás em sites “oficiais”.

Convém reforçar que este post, assim como todo o blog no geral, é mais virado para o mercado empresarial e não para profissões técnicas ou altamente especializadas…

Job Hunting no Dubai pode ser um processo longo e bastante frustrante.

Não é de todo incomum que mesmo estando cá se demore mais de 6 meses a encontrar trabalho. O recrutamento é muito lento, especialmente se for para recrutar alguém do exterior. E mesmo depois de selecionado o candidato, há imensas burocracias por cumprir antes de teres um visto de trabalho no passaporte.

Quanto mais consciente estiveres das especificidades deste mercado, maiores são as tuas hipóteses de sucesso e não desanimas tão facilmente quando parece que nada acontece.

Aqui ficam os passos que considero essenciais.
Continua a ler

Como ser um bom Networker – Parte 1

179126-strip

Há tanto para explorar dentro do tema networking que optei por dividir esta série em várias partes. Assim temos posts mais curtos porque, sejamos honestos, é Verão e ninguém tem pachorra durante as férias.

Aposto que quando pensas em networking, a imagem que te vem à cabeça é um evento onde é suposto teres um bolso cheio de cartões e iniciares conversas de circunstância com desconhecidos, tudo para no final pedires qualquer coisa.

Mas a verdade é que hoje em dia, é mais provável que os esforços de networking passem sobretudo pelo mundo virtual. E não, não me refiro a adicionar contactos no LinkedIn em massa – por favor nunca faças isso.

Diz não a tudo o que for massificado. 

Não é assim que se usa o LinkedIn. Emails indiscriminados são SPAM. E há que saber respeitar o espaço das pessoas.

Networking consiste em cultivar relações numa perspectiva de longo prazo e não é preciso dizer que o tratamento impessoal e indiscriminado não cultiva relação absolutamente nenhuma. Demonstra interesse genuíno pela outra pessoa e pensa mais no que podes fazer pelo outro do que o outro pode fazer por ti.
Continua a ler

Como Optimizar o Perfil de LinkedIn em 5 Passos

165853.strip.zoom

Hoje faz um ano que cheguei ao Dubai, fruto de uma oportunidade de trabalho que surgiu via LinkedIn. Depois de meses a chatear-vos para lhe darem a devida importância, hoje é o dia que publico o post que tenho vindo a prometer.

Há muito a explorar nesta rede social profissional mas, para já, vou escrever uma espécie de guia para quem vai criar um perfil de raiz e para quem tem um perfil incompleto ou sub-aproveitado (e com isto acabo de englobar provavelmente 80% da população).

Pior do que não estar no LinkedIn, é ter um perfil incompleto. Mais vale ninguém te encontrar online do que encontrar e ficar com má impressão. Especialmente se estás activamente à procura de emprego porque hoje em dia se o teu CV estiver a ser considerado, podes crer que vão pesquisar por ti no LinkedIn.

Esta dica não faz parte dos 6 passos porque é tão básica que dói. Mas dada a quantidade de pessoas que não cumpre, aqui fica: MANTÉM O TEU PERFIL A-C-T-U-A-L-I-Z-A-D-O.
Continua a ler

O Problema das Cunhas

son of a boss

“Ah, só com cunhas é que se vai lá!”. Chateia-me mais esta conversa do que as cunhas em si.

Na semana passada escrevi sobre como o mercado de trabalho mudou e como o novo Milénio trouxe com ele novos desafios na procura de emprego que exigem uma abordagem diferente. A crónica, que consiste em sugestões para mudarmos de abordagem, tem como título Ter Um Bom CV Não Chega.

Imediatamente começou a conversa do costume: “pois claro que não chega, também é preciso cunha” ou “olhemos para os exemplos de cima, temos de ser como o Relvas”.

Desculpas, desculpas, desculpas…

Digo “conversa do costume” porque, apesar de não colocar todos os portugueses no mesmo saco, nunca ouvi este tipo de discurso com tanta frequência como em Portugal. E acreditem que a cunha não é uma patente portuguesa. Não temos o exclusivo.  Continue with reading

5 Passos que vão aumentar a tua empregabilidade

collegeNo post anterior chamei a atenção para o facto de haver um distanciamento entre o ensino superior e o mercado de trabalho, e como é que isso se manifesta na prática. Neste artigo vou apresentar algumas formas de compensar essa lacuna.

Apostar nisto é um investimento. Requer um bocado de tempo e de iniciativa. Mas serás melhor profissional por isso e o teu nível de empregabilidade no final do curso é maior. Mesmo comparando com aquele gajo que nunca tirou a cara dos livros e acabou com média de 18. (Isto não é uma opinião, é um facto).

Continue with reading

Subscrever

Recebe posts novos directamente no teu email.