Ler mais: 7 Passos para criar um hábito

mark-twain-quotes-book8

Esta semana recebi uma mensagem interessante. Um ex-colega perguntou-me no whatsapp se eu tinha algum conselho para ele “arranjar” mais tempo para ler. Isto porque reparou que só facebook tem dezenas de artigos guardados, fora os livros que queria começar a ler, mas parecia nunca ter tempo.

Estava completamente em pânico porque apercebeu-se que há uma lista infinitamente longa de livros interessantes no mundo e que o tempo é um recurso escasso. Um sentimento que me é familiar.

Fiquei feliz porque quando trabalhávamos juntos tentei convencê-lo a ler alguns livros mas ele sempre me disse que, sendo uma pessoa mais visual, preferia ver vídeos. Mudou de ideias porque está à procura de emprego num país novo e viu que precisava de actualizar conhecimentos para não ficar para trás.

É uma preocupação legítima para quem quer competir no mercado ao mais alto nível. Atenção que não estou a falar de uma pessoa quase obsoleta mas sim de um millennial com imenso talento e a par das últimas tecnologias, mas que mesmo assim demorou um pouco a encaixar que apostar na área que é o futuro da profissão dele era uma inevitabilidade.
Continua a ler

Faças o que fizeres, lê isto.

Visto que nos próximos tempos planeio escrever mais sobre empreendedorismo do que procura de emprego e carreira no sentido mais tradicional, deixo aqui uma lista de óptimos livros que considero de leitura obrigatória na área de gestão de carreira. Podem clickar nas imagens para aceder à respectiva página da amazon UK ou procurar na vossa Fnac local pela versão em português.

Sem nenhuma ordem especial, aqui ficam.Business-Model-You-CoverBusiness Model You por Tim Clark

Este livro utiliza o Business Model Canvas (usado por empreendedores para definirem o modelo de negócio das suas empresas) e aplica a mesma lógica à carreira individual. Está cheio de exemplos práticos de profissionais das mais variadas áreas que utilizaram este método, o que te ajuda bastante a colocares o teu percurso em perspectiva, analisares os teus pontos fortes e perceberes como te deves posicionar no mercado. Começas a olhar para ti não só como uma marca mas como uma empresa de uma pessoa, que deve operar com um modelo de negócio definido.

Acho que é particularmente útil em processos de transição ou quando te sentes estagnado e precisas de perceber como evoluir, dar o passo seguinte, ou reinventar-te. Está cheio de exercícios que podes fazer e que te ajudam neste processo de auto-descoberta.

“Dream jobs are more often created than found, so they’re rarely attainable through conventional searches. Creating one requires strong self-knowledge” – in Business Model You
Continua a ler

Subscrever

Recebe posts novos directamente no teu email.