“What’s your Job?”

Not your job title, but your job. What do you do when you’re doing your work? What’s difficult and important about what you do, what change do you make, what do you do that’s hard to live without and worth paying for?

“I change the people who stop at my desk, from visitors to guests.”

“I give my boss confidence.”

“I close sales.”

If your only job is “showing up,” time to raise the stakes.

By Seth Godin (fonte) Continue with reading

O Leitor Pergunta #2: Não trabalho na área. E agora?

dilbert-mind-numbing-task

Infelizmente há áreas profissionais saturadas, cujo mercado não tem capacidade para absorver todos os licenciados. Onde a procura de emprego é muito maior que a oferta.

Se, por um lado, não compreendo como os cursos de acesso a essas profissões estão sempre cheios (calculo que não se conheça alternativas), por outro admiro bastante uma pessoa que, por ser a sua paixão e vocação, segue a via do jornalismo, por exemplo.

Esta semana “conheci” a Liliana, que tem uma história bastante comum e que aqui partilho, com a devida autorização. A Liliana é licenciada em Jornalismo e fez um estágio curricular no Jornal de Notícias, onde confirmou que esta era mesmo a sua paixão. O feedback extremamente positivo confirmou o talento. Mas numa altura em que o Grupo tinha acabado de despedir 120 jornalistas, era impossível ficar.

Não conseguindo emprego a fazer o que gosta, a Liliana não ficou a viver à custa dos pais: arregaçou as mangas e tem trabalhado noutras coisas. O problema é que isso diminui ainda mais a sua empregabilidade pois está há alguns anos afastada do mundo da comunicação.

Escreveu-me para melhorar o CV, pois precisa de um trabalho que a estimule a nível intelectual.

A pergunta a ser respondida é: “Não encontrei trabalho na minha área e já lá vão alguns anos. O que posso fazer agora?”

Continue with reading

Subscrever

Recebe posts novos directamente no teu email.