Ler mais: 7 Passos para criar um hábito

mark-twain-quotes-book8

Esta semana recebi uma mensagem interessante. Um ex-colega perguntou-me no whatsapp se eu tinha algum conselho para ele “arranjar” mais tempo para ler. Isto porque reparou que só facebook tem dezenas de artigos guardados, fora os livros que queria começar a ler, mas parecia nunca ter tempo.

Estava completamente em pânico porque apercebeu-se que há uma lista infinitamente longa de livros interessantes no mundo e que o tempo é um recurso escasso. Um sentimento que me é familiar.

Fiquei feliz porque quando trabalhávamos juntos tentei convencê-lo a ler alguns livros mas ele sempre me disse que, sendo uma pessoa mais visual, preferia ver vídeos. Mudou de ideias porque está à procura de emprego num país novo e viu que precisava de actualizar conhecimentos para não ficar para trás.

É uma preocupação legítima para quem quer competir no mercado ao mais alto nível. Atenção que não estou a falar de uma pessoa quase obsoleta mas sim de um millennial com imenso talento e a par das últimas tecnologias, mas que mesmo assim demorou um pouco a encaixar que apostar na área que é o futuro da profissão dele era uma inevitabilidade.

Já partilhei a minha opinião sobre a importância da leitura em Ler e Avançar na Carreira: 5 razões para leres mais. Hoje partilho contigo o que respondi ao meu amigo sobre como criar hábitos de leitura.

#1. Interioriza que ler mais está ao teu alcance

A primeira partir do momento que algumas das pessoas mais ocupadas no mundo conseguem ter tempo para ler, não há desculpa para nós, comuns mortais. Aliás, sobre a velha desculpa da falta de tempo, já aqui tinha deixado um link.

#2. Lê de forma proactiva e não reactiva

A maioria das pessoas, especialmente da nossa geração, lê reactivamente. Não quer dizer que passemos um dia sem ler nada, mas não fazemos um esforço intencional para ler. Não precisamos – a informação vem ter connosco. Lemos bastantes artigos quando clickamos em links no Facebook ou Twitter mas acabamos por não ler nada substancial.

Temos de quebrar este ciclo em que não somos nós a estabelecer a nossa agenda de leitura ou vamos ser a geração TL:DR. Sê proactivo nas tuas leituras.

#3. Cria uma rotina

A melhor forma de combater a reactividade na leitura é criar uma rotina. Põe o smartphone no silêncio e tira 30 minutos ao acordar ou antes de dormir para ler um livro. Actualiza-te com as notícias do dia nos primeiros 15 minutos assim que chegas ao escritório, antes de abrir o email. Repete a mesma rotina todos os dias.

#4. Estabelece um objectivo

Por norma tenho sempre como objectivo ler 12 livros por ano e tendo a ultrapassa-lo porque já tenho um hábito de leitura criado. Se ainda não é o teu caso, estabelece um objectivo realista e incorpora-o na rotina que criares. Se estabeleceres que tens de ler 1 livro por mês, calcula quantas páginas (ou capítulos) tens de ler por dia para o cumprires e planeia o teu tempo de leitura de acordo. 

Também podes estabelecer objectivos de aprendizagem e planear as tuas leituras em função dos temas que queres dominar. Eu costumo ter um calendário de leitura para o ano em que pre-selecciono 8-10 livros em função do que quero aprender e depois deixo 2-4 espaços em aberto para lançamentos novos ou leituras espontâneas.

Se não tens nenhuma meta de aprendizagem em concreto e não sabes por onde começar, pesquisa por recomendações de leitura. Uma que gosto particularmente por ter sugestões interessantes que nunca me lembraria é a do Ryan Holiday.

#5. Substitui screen time por reading time

O entretenimento regra geral é mais apelativo que a leitura e é fácil deixarmo-nos cair numa rotina de binge watching ao fim-de-semana (netflix, anyone?) ou num infinite scroll no Instagram na cama antes de dormir. Não nos apercebemos das horas que desperdiçamos em frente aos ecrãs mas se formos a ver, duas horas de TV por dia são 728 ao fim de 52 semanas, o que quer dizer que perdeste mais de 30 dias por ano.

É assustador. Tenho televisão americana em casa portanto sei melhor que ninguém o quão fácil é cair nisto. Mas pensa no que podias alcançar se investisses um mês por ano em aprender algo novo. Sê proactivo.

#6. Preenche tempos mortos com leitura

A norma hoje em dia é preenchermos tempos mortos com screen time. Já que tens o ecrã à frente do nariz, aproveita para ler artigos interessantes em qualquer tempo morto que tenhas. Aproveita os transportes públicos, casa de banho, refeições sozinho, salas de espera, etc para reveres os links que guardas para ler mais tarde mas que depois nunca mais abres.

#7. Lê mais rápido

É controverso, mas se quiseres passar a um nível superior e ler grandes quantidades de informação, considera aprender sobre speed reading. Bill Gates, Warren Buffett e Tim Ferriss são alguns dos nomes que me vêm à mente quando penso em pessoas com uma capacidade incrível para absorver informação, e são todos speed readers.

Outras coisas que faço incluem nunca sair de casa sem um livro na mala (ou uma data deles no kindle app), perguntar a todas as pessoas interessantes com quem me cruzo o que estão a ler, recomendar livros a toda a gente (mesmo sem nunca me terem pedido),  ler mais do que um livro ao mesmo tempo (se não me apetecer ler um deles, tenho sempre alternativas) e aplicar conceitos que leio no meu trabalho diário.

“Today a reader, tomorrow a leader.” – Margaret Fuller

Deixa um comentário

Subscrever

Recebe posts novos directamente no teu email.