Novidades do Licenciado. E Agora?

o-NEW-YORK-facebook

Passaram-se meses desde o meu último post e tenho-me debatido com a decisão entre deixar morrer de vez o Licenciado. E Agora? ou voltar a escrever ainda que com uma frequência (muito) incerta.

Até ver optei pela última, por isso deixo aqui um update do que se tem passado nestes últimos meses de hiato no blog.

Em Maio do ano passado ganhei a diversity visa lottery. Após um processo de entrevista e um longo ano de espera, deram-me um green card que me permite residir legalmente nos Estados Unidos por tempo indeterminado.

Sem pensar duas vezes, comecei a trabalhar num projecto que tinha na gaveta há algum tempo, despedi-me do meu emprego, vendi outra vez tudo o que tinha, fiz as malas, passei dois meses em Portugal com a família e comprei um bilhete só de ida para JFK.

Precisamente quando eu e o meu marido estávamos a ficar confortáveis no Dubai, resolvemos começar do zero em Nova Iorque. Ele está em entrevistas de emprego e eu co-fundei uma startup.

Viemos sem garantias absolutamente nenhumas – apenas com a certeza de que o nosso propósito passa por aqui e que o pior que pode acontecer é termos de voltar para Portugal (com menos dinheiro mas com uma grande experiência na bagagem).

Partilho isto não para me vangloriar mas porque acredito que o maior inimigo do progresso é o conforto. O maior obstáculo que temos no caminho dos nossos sonhos não são as nossas limitações pessoais mas sim aquele aconchego que nos impede de arriscar. No conforto só existe mediocridade.

E é isto que se tem passado nos últimos meses, este processo de transição e o facto de ter estado a trabalhar a full time e numa startup ao mesmo tempo explicam que o blog tenha ficado um pouco para segundo plano. O que não significa que não tenha o mesmo carinho pelas pessoas que o lêem e que continuam a enviar emails.

Foi com essas pessoas em mente, e porque me tem sido impossível responder a todos, que resolvi criar uma página de FAQ onde podem encontrar mais informação e resposta às questões que recebo com maior frequência.

Para quem percebe inglês, podem-me seguir no LinkedIn onde publico alguns textos.

Deixa um comentário

Subscrever

Recebe posts novos directamente no teu email.